12 de junho de 2018

NRP Mondego hasteou a bandeira de Portugal pela primeira vez

O novo navio patrulha costeiro Mondego hasteou hoje a Bandeira Nacional pela primeira vez, na cerimónia de passagem ao estado de armamento normal que se realizou na Base Naval de Lisboa, no Alfeite.

​A cerimónia representa um dos passos do programa de reactivação dos navios de patrulha costeira da classe Tejo, reforçando, assim, a capacidade de Segurança e Autoridade do Estado no Mar.

Para o Chefe do Estado-Maior da Armada, almirante António Mendes Calado, "a presente cerimónia de passagem ao estado de armamento normal do NRP Mondego representa, um relevante passo no reforço da capacidade de patrulha e fiscalização, concorrendo para o objectivo estratégico de potenciar a edificação e a sustentação da componente naval do Sistema de Forças, de forma a colocar no dispositivo os meios necessários para o cumprimento da missão da Marinha."

O NRP Mondego é o terceiro navio da classe, juntando-se ao NRP Tejo e ao NRP Douro em missões de vigilância e patrulha, bem como de busca e salvamento. Esta classe de navios está particularmente preparada para funções de segurança e autoridade do Estado no mar e para guarnecer o dispositivo naval padrão da Marinha.

​​​O novo navio patrulha costeiro tem uma guarnição de 25 militares e é comandado pelo primeiro-tenente Alexandre Pereira Robalo. (MGP)