31 de julho de 2014

HOMENAGEM DA CAVALARIA A MOUZINHO DE ALBUQUERQUE

Em 21 de Julho passado, uma comitiva constituída por militares de todas as Unidades de Cavalaria do Exército, da Guarda Nacional Republicana (GNR) e outras entidades convidadas, deslocou-se à Vila da Batalha a fim de prestar a tradicional homenagem ao Patrono da Cavalaria, Joaquim Mouzinho de Albuquerque.

Neste dia, evocativo do Combate de Macontene ocorrido em Moçambique em 1897, o então Capitão Mouzinho de Albuquerque, à frente de uma pequena força expedicionária, carregou sobre um inimigo dez vezes mais numeroso, tendo-o destroçado e, em consequência, assegurado a estabilidade na região, nos anos que se seguiram.

A cerimónia foi presidida pelo Director Honorário da Arma de Cavalaria (DHAC), Tenente-General Mourato Caldeira, tendo contado com a presença do Presidente da Câmara da Batalha, Dr. Paulo Batista dos Santos, bem com inúmeros batalhenses e turistas, atraídos pelo brilho e colorido dos metais, uniformes e estandartes, bem como pela graciosidade dos cavalos.

A formatura, comandada pelo Tenente-Coronel de Cavalaria Paulo Zagalo, foi organizada com o seguinte dispositivo:

Terno de Clarins reforçado da Fanfarra do Exército;

Bloco de Estandartes Heráldicos, constituído pelos estandartes do Regimento de Lanceiros Nº 2, Regimento de Cavalaria Nº 3, Regimento de Cavalaria Nº 6, Escola das Armas, Quartel da Cavalaria da Brigada Mecanizada e Unidade de Segurança e Honras de Estado, da GNR.

Força a Cavalo, integrando representantes das diversas unidades presentes.

O singelo mas sentido tributo prestado pelos Cavaleiros, com o apoio do Município da Batalha, a um dos mais brilhantes Portugueses do final do séc. XIX, constituiu uma breve revisitação da História de Portugal e ainda um momento de reflexão sobre os valores e os traços distintivos da identidade de um Povo, num tempo em que as referências éticas, morais e espirituais são, amiudadas vezes, negligenciadas ou adulteradas. (Exército)