10 de junho de 2019

Dia de Portugal

Viva Portugal !

7 de junho de 2019

Concurso aberto para a Escola Naval

Está aberto o concurso de admissão de cadetes à Escola Naval para o ano lectivo 2019/2020! Poderás concorrer até ao dia 24 de Julho de 2019!

Sabe mais em https://escolanaval.marinha.pt/pt/admissao/concurso2019​

6 de junho de 2019

Navio da Marinha abre a visitas este sábado em Angra do Heroísmo

(MGP)O Navio da República Portuguesa (NRP) Viana do Castelo vai estar aberto a visitas no próximo sábado, dia 8 de Junho, das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 17h00, em Angra do Heroísmo, na ilha Terceira.

​O NRP Viana do Castelo é um navio patrulha oceânico e foi construído em Portugal, nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo. É o primeiro navio, dos actuais quatro, da classe “Viana do Castelo” e foi entregue à Marinha no dia 30 de Dezembro de 2010.

5 de junho de 2019

Dia do Fuzileiro 2019

(MGP)É já no próximo dia 06 de Julho de 2019 que a família dos Fuzileiros se reúne na sua Escola mãe, em Vale de Zebro, para assinalar o seu encontro anual.

​​Junte-se a nós nesta grande festa e partilhe a oportunidade de conviver no dia de todos os Fuzileiros. Traga a sua família e os amigos que se queiram associar.

Venha participar na Cerimónia Militar alusiva à data, navegar no Rio Coina de Bote e de Lancha Anfíbia, fazer o Slide e subir a Torre de Escalada, rever o nosso museu, recordar (ou experimentar) uma vez mais a mítica Pista de Lodo ou simplesmente rever os amigos que há muito não encontra, num dia cheio de alegrias e emoções.

Fortes, Unidos, Zelosos, Orgulhosos, Simples

Exército participa no exercício CASCADE`19

(Exército)O Exército participou no exercício CASCADE'19, através do Elemento de Defesa Biológica, Química e Radiológica (ElDefBQR), que decorreu de 28 de maio a 01 de Junho, nos distritos de Aveiro, Lisboa, Setúbal e Évora.

O exercício CASCADE'19 é um exercício europeu de protecção civil, organizado pela Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC), com movimentação real de meios de protecção e socorro e tem por finalidade testar e treinar a resposta a situações de emergência múltiplas.

O ElDefBQR foi solicitado para apoiar a ANEPC na resolução de dois incidentes, nomeadamente um de natureza radiológico, no distrito de Almada, e um outro de natureza química, junto à barragem do Alqueva.

Por forma a estar capacitado com uma resposta de largo espectro, face à incerteza da tipologia dos incidentes, o ElDefBQR projectou pela primeira vez um contentor com material diferenciado, aumentando desta forma a prontidão e capacidade de resposta da Força.

O contentor, transportado por uma viatura pesada, encontra-se equipado com todo o material necessário para equipar três secções de reconhecimento NBQR e uma secção de Recolha de Amostra e Identificação de Agentes Biológicos Químicos e Radiológicos (Sampling and Identification of Biological Chemical RadiologicalAgents - SIBCRA), em termos de meios de detecção, identificação e protecção individual.

O emprego deste contentor no exercício CASCADE'19 permitiu validar este conceito de actuação e assinalar o início desta capacidade no Exército.

4 de junho de 2019

Comemorações do Dia de Portugal

(Emgfa)Entre os dias 7 e 11 de Junho, junte-se às Forças Armadas para as comemorações do Dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas 2019. Temos à sua espera uma exposição única do Estado-Maior-General das Forças Armadas, da Marinha, do Exército e da Força Aérea.

Meios e diversas actividades militares estão prontos para o receber nestes dias. Baptismos de mergulho, subidas à torre de escalada ou imersão num teatro de operações da República Centro-Africana com tecnologia 3D são apenas alguns exemplos das experiências com que pode contar.

Conheça o programa completo das actividades programadas:

7 de Junho

10h00 - Início das actividades
11h00 às 12h00 - Demonstração cinotécnica pelo Exército
11h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
17h00 às 18h00 – Demonstração de inactivação de engenhos explosivos pelo Exército
17h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
22h00 às 23h30 - Concerto da Banda da Força Aérea ao ar livre - Jardim da Liberdade
22h30 - Encerramento das actividades diárias

8 de Junho

10h00 - Início das actividades
10h30 - Inauguração Oficial das Actividades Militares Complementares
11h00 às 12h00 - Demonstração cinotécnica pelo Exército
11h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
17h00 às 18h00 – Demonstração de capacidades de protecção contra armas químicas pelo Exército
17h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
22h00 às 23h30 - Concerto da Banda do Exército ao ar livre - Jardim da Liberdade
22h30 - Encerramento das actividades diárias

9 de Junho

10h00 – Início das actividades
10h15 – Içar da Bandeira Nacional e visita do Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas
10h15 – Demonstração de ginástica pela Academia Militar – Exército
11h00 às 12h00 – Demonstração Cinotécnica pela Força Aérea
11h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
17h00 às 18h00 – Demonstração de inactivação de engenhos explosivos pela Força Aérea
17h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
22h00 às 23h30 - Concerto da Banda da Armada ao ar livre - Jardim da Liberdade
22h30 - Encerramento das actividades diárias

10 de Junho

10h00 - Início das actividades
10h00 - Cerimónia Militar na Avenida Movimento das Forças Armadas e Avenida Frei Amador Arrais
17h00 às 18h00 – Demonstração de inactivação de engenhos explosivos pelo Exército
17h00 - Distribuição de pizzas/Pão com chouriço na Padaria de Campanha do Exército
22h00 às 23h30 - Concerto da Banda das Orquestra Ligeira do Exército ao ar livre - Jardim da Liberdade
22h30 - Encerramento das actividades diárias

11 de Junho

10h00 - Início das actividades
12h00 - Encerramento das actividades diárias

3 de junho de 2019

IX Seminário de Cooperação Bilateral entre os Exércitos Português e Espanhol

(Exército)A 9.ª edição do Seminário de Cooperação Bilateral com Espanha – “IBDOCEX IX", decorreu entre os dias 20 a 22 de maio, na Direcção de Formação, em Évora.

Este seminário decorre desde 2011, na sequência da 54.ª Reunião dos Estados-Maiores Peninsulares, e tem por finalidade incrementar a interoperabilidade de procedimentos, de metodologias e de organização entre os dois Exércitos. Decorre alternadamente em Portugal e Espanha, nomeadamente nas áreas da Doutrina, Formação, Simulação e Lições Aprendidas.

A delegação espanhola, composta por oito Oficiais, era chefiada pelo Director de Investigação, Doutrina, Orgânica e Materiais do Mando de Adiestramiento y Doctrina, General de Divisão Antonio Ruiz Benítez, sendo a delegação portuguesa, igualmente composta por oito Oficiais, sendo chefiada pelo Director de Formação, Major-General Nunes dos Reis.

Do programa do evento destacam-se as apresentações subordinadas aos temas “Experiência de Participação no Iraque, vertente SecurityForces Assistance", apresentado por um conferencista espanhol, e “Experiência de participação na Republica Centro-Africana, vertente Security Forces Assistance", apresentado por um militar português.

Os trabalhos deste evento decorreram organizados em mesas de debate, com o recurso a analistas dos dois países, tendo nesta metodologia, sido analisados os temas: “O conceito de combate urbano", “Os desafios do recrutamento e da formação de Praças, face às características dos jovens da sociedade actual", “A implementação de um novo simulador construtivo" e “Intercâmbio de Lições Aprendidas em missões da ONU e da EU".

O seminário decorreu num ambiente saudável de partilha de informações e de grande disponibilidade para a cooperação, constituindo-se como um fórum internacional que permite explorar tendências e evoluções genéticas, organizacionais e operacionais e contribuir, desta forma, para o conhecimento que conduza à modernização dos sistemas e das infraestruturas.

2 de junho de 2019

Fragata da Marinha nas comemorações do Dia de Portugal em Cabo Verde

(MGP)A fragata da Marinha Portuguesa, NRP Álvares Cabral, irá largar na manhã deste domingo, 2 de Junho, da Base Naval de Lisboa para participar nas comemorações do Dia de Portugal em Cabo Verde.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, irá assinalar o Dia de Portugal em três das Ilhas da República de Cabo Verde: São Vicente, Brava e Fogo. O navio português irá embarcar os Presidentes da República de ambos os países e fazer o apoio na deslocação entre ilhas das diferentes entidades.

Por ocasião destas comemorações, irá ocorrer uma cerimónia militar com forças conjuntas no dia 11 de Junho na Ilha de São Vicente.

O NRP Álvares Cabral é comandado pelo capitão-de-fragata Alexandre Santos Fernandes e tem embarcado 157 militares, incluindo o Comandante do Grupo Tarefa, capitão-de-mar-e-guerra Nuno António de Noronha Bragança, uma equipa de fuzileiros, uma equipa de mergulhadores e uma equipa médica. De referir ainda, que irão embarcar na fragata um total de 23 cadetes do 4º ano da Escola Naval, para cumprirem o seu estágio de embarque, com o objetivo de poderem pôr em prática a sua formação teórica.

A missão terá uma duração de 17 dias, sendo que o navio estará de volta a território nacional dia 18 de Junho.

1 de junho de 2019

Operações especiais demonstram capacidades em Porto Santo

(Emgfa)As Forças de Operações Especiais das Forças Armadas e das Forças de Segurança portuguesas e estrangeiras promoveram hoje uma demonstração de capacidades em Porto Santo, no âmbito do "Special Operation Forces Exercise Challenge 2019 (SOFEC 19)", a decorrer no arquipélago da Madeira, onde receberam entidades militares e civis, nacionais e regionais.

Em ambiente terrestre, aéreo e marítimo, foram demonstradas algumas capacidades das Forças de operações especiais ao nível do resgate de reféns, lançamento de paraquedistas para o mar, a partir de aeronave C295 e posterior recuperação por botes, assim como projecção de forças no terreno com recurso a "fast rope" através de helicóptero EH-101.

CTSFA DÁ CURSO DE ASSISTÊNCIA E PROTECÇÃO EM EMERGÊNCIAS QUÍMICAS

(FAP)O Centro de Treino de Sobrevivência da Força Aérea (CTSFA) ministrou o Segundo Curso Avançado de Assistência e Protecção em Resposta a Emergências Químicas para Países de Língua Oficial Portuguesa.

Este Curso Avançado, que decorreu entre 20 e 24 de Maio, em colaboração com a Autoridade Nacional para a Proibição das Armas Químicas (ANPAQ), proporcionou treino no planeamento e resposta a emergências desta natureza e permitiu aumentar a capacidade dos Estados Parte da Organization for Prohibition of Chemical Weapons (OPCW). Participaram 36 formandos, de Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Venezuela.

Além dos formadores de Defesa NRBQ da Força Aérea, este curso juntou formadores do Brasil, da Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil e do Exército Português. Contou ainda com intervenções das Autoridades Nacionais para a Proibição de Armas Químicas de Portugal e do Brasil, bem como do representante do Assistance and Protection Branch da OPCW.

A formação incidiu no emprego adequado de equipamentos de protecção individual, técnicas de detecção, identificação e monitorização, amostragem, descontaminação e primeiros Socorros NRBQ, recorrendo a formação teórica, prática e a exercícios NRBQ.

Mais um vez, o curso foi um fórum de discussão privilegiado no âmbito da cooperação entre os Estados Parte, possibilitando o intercâmbio de informação e experiências na temática das emergências químicas. Completou-se a segunda fase de um ciclo de três, que teve o seu início no Brasil, no ano passado, com o Curso Básico, e será seguida, no próximo ano, por um exercício que decorrerá também no Brasil.

A Força Aérea tem participado de forma continuada, com formandos e formadores de Defesa NRBQ do CTSFA, em diferentes cursos e exercícios da OPCW. Este é o segundo Curso Avançado que ministra, o que se revela prestigiante e, sem dúvida, um sinal do reconhecimento, da credibilidade e da qualidade da missão desenvolvida pelo CTSFA.

31 de maio de 2019

Exército organiza Concerto de Primavera 2019

(Exército)O Exército organizou ontem, com o apoio da Universidade de Lisboa, o seu Concerto de Primavera 2019, evento que contou com uma assistência de cerca de 1400 pessoas.

O espectáculo musical, que teve lugar no magnífico auditório da Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa, contou com a actuação da Banda Sinfónica do Exército e com a participação especial da soprano Daniela Nunes e do Barítono Fernando Enseñat-Berea, Tenente-Coronel do Exército do Reino de Espanha e Adido Militar acreditado em Lisboa. A direcção musical do concerto esteve a cargo do maestro Major Alexandre Coelho.

O concerto teve subjacente um carácter solidário, pretendendo ainda assumir-se como mais uma iniciativa do esforço que o Exército tem vindo a desenvolver para aproximar as Forças Armadas aos Portugueses.

Os donativos angariados reverteram para o Centro de Apoio Social de Runa, instituição que tem as suas origens em 1827 e que, progressivamente, foi abrangendo não apenas os militares que se tinham incapacitado em serviço, mas também aqueles que, por invalidez ou velhice, carecessem de apoio.

29 de maio de 2019

Exército participa na cerimónia comemorativa do Dia Internacional do Capacete Azul

(Exército)Decorreu hoje, junto ao Forte do Bom Sucesso, em Belém, a cerimónia comemorativa do Dia Internacional do Capacete Azul, que reuniu, em parada, os militares dos três ramos das Forças Armadas e da Guarda Nacional Republicana, agentes da Polícia de Segurança Pública.

28 de maio de 2019

TIGER MEET: JAGUARES TRAZEM DOIS TROFÉUS PARA PORTUGAL

(FAP)A Esquadra 301 – Jaguares regressou ao NATO Tiger Meet, que este ano aconteceu na BA 118 Mont-de-Marsan, em França, de 13 a 23 de Maio. Ao fim de nove dias de competição com 'Tigres' de vários países, os militares da Força Aérea arrecadaram o Silver Tiger Trophy (Troféu Tigre de Prata, que tinham vencido também em 2011) e ainda o Tiger Spirit Award (Prémio Espírito de Tigre).

Em 2020, serão os Jaguares a receber este encontro mítico, com lugar na Base Aérea N.º 11, em Beja.

26 de maio de 2019

Secretária de Estado da Defesa recebe submarino no regresso de missão

(MGP)​O submarino Tridente largou da Base Naval de Lisboa no dia 18 de Março para integrar a Força Naval da União Europeia para o Mediterrâneo (EUNAVFORMED), na operação SOPHIA, contribuindo para a identificação das rotas marítimas utilizadas pelas redes clandestinas de migração irregular no Mediterrâneo central.

O submarino português esteve ainda em apoio à operação da NATO “SEA GUARDIAN”, disponibilizando as suas capacidades e sistemas para a recolha de elementos de informação no âmbito do conhecimento situacional marítimo na região do Mediterrâneo, partilhados com a estrutura de comandos marítimos da Aliança.

24 de maio de 2019

Portugal organiza 1ª competição internacional de operações especiais na Madeira

(Emgfa)Entre os dias 26 e 31 de maio o Estado-Maior-General das Forças Armadas vai conduzir, no Arquipélago da Madeira, a primeira competição internacional com Forças de Operações Especiais, designada por “Special Operations Forces Exercise Challenge 2019” (SOFEC 2019).

Esta competição, que envolve o total de 200 militares na preparação e participação, junta elementos das Forças de Operações Especiais das Forças Armadas e Forças de Segurança portuguesas e de forças estrangeiras do Brasil, Espanha, França, Roménia e Timor-Leste.

O SOFEC 2019 tem por finalidade avaliar e desenvolver a interoperabilidade das Forças de Operações Especiais participantes, em ambiente terrestre, naval e aéreo, em aspectos comuns como o resgate médico, fuga e evasão, extracção e resgate, reconhecimento especial e acção directa. Na vertente competitiva, pretende reforçar as capacidades em aspectos como o tiro táctico, socorrismo de combate, topografia, resgate de reféns, trabalho de equipa e resiliência.

Todas as actividades irão decorrer num cenário táctico e operacional único, desenhado e planeado para potenciar a interacção e a troca de experiências entre as equipas participantes e observadores, reforçando a capacidade operacional entre todas as Forças de Operações Especiais, nacionais e internacionais.

A participação nacional no SOFEC será feita pelo Destacamento de Acções Especiais (DAE) da Marinha, a Força de Operações Especiais (FOE) do Exército, o Núcleo de Operações Tácticas de Projecção (NOTP) da Força Aérea, e o Grupo de Intervenção de Operações Especiais (GIOE) da Guarda Nacional Republicana, e a Polícia Marítima, da Autoridade Marítima Nacional.

23 de maio de 2019

Dia dos Paraquedistas e do Regimento de Paraquedistas

(Exército)Comemorou-se hoje, em Tancos, o 63.º aniversário do Dia dos Paraquedistas e do Regimento de Paraquedistas (RPara).

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), Almirante António da Silva Ribeiro, presidiu à cerimonia militar, que contou com a presença do Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), General Nunes da Fonseca, e do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, Dr. Fernando Freire, entre outras entidades militares e civis.

O dia da tradicional reunião, que juntou milhares de militares, ex-militares e respectivas famílias e amigos, iniciou-se com o voo livre de 07 Balões de Ar Quente, seguindo-se o Içar da Bandeira Nacional, a realização da Cerimónia de Homenagem aos Mortos em Combate e uma Missa de Acção de Graças, realizada na Capela do RPara.

Na parada Alferes Paraquedista Mota da Costa, a cerimónia militar contemplou a tradicional apresentação das Associações de Antigos Militares Paraquedistas, a cerimónia de imposição dos “Grifos de Honra", insígnia criada com vista a fortalecer os laços afectivos que ligam militares e antigos militares paraquedistas, com vínculo familiar, e as demonstrações de actividades terrestres e aeroterrestres.

No seu discurso, o Comandante do RPara, Coronel Hilário Peixeiro, evidenciou as capacidades e valências únicas do Regimento, nomeadamente na área aeroterrestre, que constituem uma potencialidade “permanentemente procurada por forças nacionais e estrangeiras". O Coronel Hilário Peixeiro homenageou todos os militares que prestam serviço no Regimento, em especial todos aqueles que actuaram como Força de Reacção Rápida da componente militar da Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana, que enfrentaram um ambiente operacional exigente e complexo.

O Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas, nas palavras que dirigiu aos presentes, demonstrou a sua total satisfação e orgulho por participar em “tão importante efeméride para a família paraquedista e para o Exército". Referenciou, ainda, que ao comandar, durante este último ano, duas forças nacionais destacadas constituídas, maioritariamente, por paraquedistas do 1.º e 2.º Batalhão, teve a oportunidade de testemunhar a forma “excepcional, relevante e distintíssima" como os militares paraquedistas cumpriam a sua missão, em África, “prestigiando as Forças Armadas e honrando Portugal." A terminar, mostrou a sua total convicção de que estes militares continuarão a ser “uma tropa de eleição com que Portugal e os Portugueses poderão sempre contar para cumprir as mais exigentes e difíceis missões".

Após a cerimónia, foi inaugurada, pelo General CEME, a exposição estática alusiva aos Paraquedistas nas Forças Nacionais Destacadas.

19 de maio de 2019

“O Mar é um desígnio nacional do futuro, tanto como o foi no passado”

(MGP)O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, sublinhou este domingo, 19 de Maio, a importância do Mar para Portugal, durante as comemorações do Dia da Marinha, na cidade de Coimbra. O Ministro presidiu à cerimónia militar acompanhado pela Secretária de Estado da Defesa Nacional, Ana Santos Pinto e pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, Almirante António Mendes Calado.

A Marinha Portuguesa comemorou o Dia da Marinha, pela primeira vez numa cidade sem mar. Coimbra foi cidade anfitriã deste evento, que levou à cidade dos estudantes exposições temáticas, actividades náuticas no rio Mondego, concertos da Banda da Armada, entre outros eventos para toda a família. A Cerimónia Militar foi o culminar das celebrações que decorreram durante uma semana.

“É um privilégio imenso participar nestas comemorações do Dia da Marinha na Lusa Atenas. A cidade de Coimbra evoca imagens de progresso e tradição com que nos identificamos na Marinha e na Defesa Nacional. Há paralelos inegáveis”, declarou o Ministro, deixando uma “palavra de apreço à Câmara Municipal de Coimbra pelo acolhimento que deu a estas celebrações e a todos os conimbricenses pelo entusiasmo com que abraçaram esta iniciativa”.

Perante uma parada constituída por militares de diversas unidades em terra e de navios da Marinha, João Gomes Cravinho endereçou “a todos os efectivos da Marinha portuguesa” o “agradecimento pelo trabalho exemplar que todos os dias cumprem”, enalteceu o seu profissionalismo e exortou a que “continuem inspirados pelos sonhos de vitória e que naveguem sempre com audácia e com valor”.

“A imagem de profissionalismo, dedicação e cumprimento dos nossos valores é a razão que nos torna parceiros reconhecidos nos quadros multilaterais que integramos, como a Organização das Nações Unidas, a Aliança Atlântica, a União Europeia ou a Comunidade de Países de Língua Portuguesa”, declarou o Ministro da Defesa, considerando que também os portugueses têm “orgulho nos seus militares e na profissão militar”. A “Pátria contempla-vos efectivamente”.

39% do nosso Mar territorial e 48% da nossa Zona Económica Exclusiva mapeados

“Existe, hoje, na nossa sociedade um amplo consenso sobre a centralidade que o Mar deve assumir no nosso desenvolvimento enquanto sociedade do século XXI, e na afirmação internacional do nosso País. O Mar representa hoje um espaço de inovação e desenvolvimento que nos lança importantes desafios, porquanto se configura como um dos nossos activos estratégicos principais”.

“O Mar é um desígnio nacional do futuro, tanto como o foi no passado. O conhecimento do Mar requer, portanto, todo o nosso apoio através das políticas públicas devidamente estruturadas e sustentadas no tempo”, declarou o Ministro, defendendo que o “trabalho desenvolvido pela Marinha, em todas as dimensões da sua interacção com os nossos espaços marítimos e ribeirinhos contribui, de forma insubstituível, para esse conhecimento, para esse sentido de pertença, para essa ligação afectiva com o Mar”.

O Ministro destacou o projecto de Mapeamento do Mar Português que se encontra em curso no âmbito do Instituto Hidrográfico que conta já com cerca de 39% do nosso Mar territorial e 48% da nossa Zona Económica Exclusiva mapeados. “Um imperativo que a Defesa Nacional continuará a promover”, considerando um exemplo do potencial imenso que a aposta no conhecimento científico pode gerar para a Defesa Nacional, para a economia nacional e para a sociedade portuguesa.

Lançou o repto aos centros de investigação e universidades que “se associem à produção de conhecimento inovador que potencie as nossas capacidades e que, também no âmbito da Defesa, cumpram o desígnio nacional de promover o bom nome do nosso país”.

Recordou que a acção no Mar vai muito além do seu estudo e enumerou exemplos de coesão territorial, de promoção de segurança marítima, de cooperação bilateral, de capacitação dos parceiros atlânticos e as missões de interesse público, nomeadamente busca e salvamento, e o apoio a missões humanitárias.

O Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, António Mendes Calado, na sua intervenção, referiu que um dos objectivos de levar a Coimbra o Dia da Marinha foi “dar a conhecer quem somos e o que fazemos, nesta região centro do País de onde são oriundos milhares de portugueses que, ao longo dos séculos, serviram e servem Portugal na Marinha, com brio e merecido orgulho nas suas origens”

O Dia da Marinha assinala-se a 20 de maio em homenagem ao grande feito de Vasco da Gama que, neste dia, em 1498, pela primeira vez na história, ligou, por via marítima, a Europa ao Oriente, com a chegada a Calecute, na Índia. Actualmente, esta data comemora-se através da oportunidade dos portugueses e da terra anfitriã das celebrações, conhecerem e contactarem com a Marinha.​

15 de maio de 2019

Dia da Marinha - Coimbra 2019


BASE AÉREA N.º11 ABRE PORTAS À POPULAÇÃO A 25 DE MAIO

(FAP)A Base Aérea N.º 11 (BA11), em Beja, é a primeira Unidade a abrir portas à comunidade civil no próximo dia 25 de Maio, entre as 10H00 e as 17H00, no âmbito do 67.º Aniversário da Força Aérea.

O Comandante da BA11, Coronel Fernando Costa, convida-o a visitar a Unidade e assistir a demonstrações com viaturas de socorro PROTECT FIRE, exibições cinófilas, exposições estáticas e passagens aéreas.

Terá ainda a oportunidade de conhecer o novo sistemas de armas da Força Aérea, o helicóptero AW119MKII “Koala”.

14 de maio de 2019

Oficiais de Artilharia da Marinha de Guerra Portuguesa visitam o Exército

(Exército)O Quartel da Artilharia da Brigada Mecanizada, no Campo Militar de Santa Margarida, recebeu no dia 29 de Abril, a visita dos alunos do Curso de Especialização de Oficiais em Artilharia da Marinha.

Ao longo da visita, os Oficiais em formação tiveram oportunidade de conhecer os sistemas e equipamentos da Artilharia de Campanha e Antiaérea, em utilização nesta Brigada, proporcionando-lhes uma visão geral sobre as capacidades e limitações da artilharia nas Forças Pesadas do Exército.

Exército apoia Peregrinos de Fátima

(Exército)No âmbito da peregrinação ao Santuário de Fátima, por ocasião das celebrações do “13 de Maio", o Exército, em colaboração com a Ordem de Malta e com o Santuário de Fátima, apoiou os Peregrinos originários de diversas regiões na sua caminhada até Fátima.

A colaboração com a Ordem de Malta foi materializada nas regiões de Santa Luzia, Águeda, Condeixa e Barracão, tendo o apoio ao Santuário sido prestado nas imediações de Fátima.

O Exército empenhou diversos militares neste apoio, disponibilizando igualmente materiais, como sejam camas, tendas, colchões, cobertores, bem como outros apoios na área do fornecimento de água, do apoio médico-sanitário, este incluindo a capacidade de emergência e reanimação.

Este apoio aos Peregrinos foi um contributo do Exército para que quem se dirigiu a Fátima em peregrinação, o fizesse nas melhores condições possíveis de saúde e bem-estar.

13 de maio de 2019

BASE AÉREA N.º 5 RECEBE F-16 MODERNIZADO PELA OGMA

(FAP)A Base Aérea Nº 5, em Monte Real, já recebeu a primeira aeronave F-16 modernizada na íntegra pela OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal.

Após a modificação Mid Life Update (MLU) e depois de trabalhos de reparação estrutural, o avião com o número de cauda 15142 efectuou o voo de experiência e aterrou em segurança, no aeródromo de Alverca, no dia 13 de Fevereiro de 2019. Foi no dia 08 de Maio acrescentado à frota da Força Aérea Portuguesa.

O voo de ensaio marcou o final de um processo iniciado em 2015 e que representou um notável esforço também da Força Aérea, que tem ajudado a capacitar a OGMA e participou no projecto nas áreas de planeamento, engenharia e logística.

Este programa beneficiou do consolidado conhecimento da Força Aérea em programas de manutenção e modificação de aeronaves F-16, algo que permitiu cimentar a posição de Portugal enquanto referência mundial nesta área.

12 de maio de 2019

Fuzileiros de vigia na prevenção de incêndio

​​A Marinha empenhou duas patrulhas de fuzileiros para apoiar a Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) nas acções de vigilância e patrulha terrestre, tendo em consideração as actuais condições meteorológicas que são potenciadoras de eventuais incêndios rurais.

11 de maio de 2019

Militares no terreno para apoiar prevenção de incêndios

Um total de 9 patrulhas das Forças Armadas (sete do Exército e duas da Marinha), num total de 36 militares (28 do Exército e 8 da Marinha), vão reforçar de 11 a 14 de maio acções de vigilância terrestre e patrulhamento dissuasor em oito distritos de Portugal Continental, em apoio à Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), face à previsão anunciada de subida acentuada das temperaturas durante os próximos dias.

Este reforço surge no seguimento do pedido de apoio da ANPC ao Estado-Maior-General das Forças Armadas, com o objectivo de incrementar as acções de prevenção um pouco por todo o país, com especial incidência nos distritos de Beja, Bragança, Évora, Guarda, Lisboa, Portalegre, Santarém e Setúbal.

Nesta fase, os militares das Forças Armadas irão ser empenhados em operações de vigilância terrestre e, em caso de necessidade, poderão ser empenhados em acções de pós rescaldo, ou de apoio geral às operações de protecção e socorro que possam vir a ser desencadeadas.

A base aérea n.º 11 em Beja, da Força Aérea, também prestará apoio logístico durante este período para acolher duas aeronaves anfíbias médias FIRE BOSS, pertencentes ao Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais.

O Estado-Maior-General das Forças Armadas, através dos seus oficiais de ligação aos Comandos Distritais de Operações de Socorro, mantêm o acompanhamento em permanência do evoluir da situação operacional.

8 de maio de 2019

Futuro das Marinhas europeias discutido em Lisboa

(MGP)Vinte seis anos depois a Marinha Portuguesa preside novamente ao fórum multilateral dos Chiefs of European Navies (CHENS), que irá reunir, em Lisboa, representantes de vinte sete países e ainda delegações da União Europeia e da NATO.

​O evento terá início na quinta-feira, 9 de Maio, com reuniões bilaterais e onde os comandantes das Marinhas serão recebidos em audiência de boas vindas pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

A sessão plenária, que contará com a presença do Ministro da Defesa Nacional, irá realizar-se no dia 10 de maio no Hotel Myriad, em Lisboa, e abordará o tema, Unmanned Systems Role in Future Naval Operations, permitindo partilhar com as marinhas participantes, os desenvolvimentos destes meios realizado em Portugal, na procura de soluções eficientes e economicamente mais vantajosas que a introdução destes sistemas autónomos poderá contribuir para apoio às operações navais.

Os Chefes das Marinhas Europeias promovem, desde 1990, reuniões anuais para abordarem assuntos estratégicos de natureza marítima com o objectivo de incrementar o conhecimento e a segurança marítima, nas áreas de interesse dos seus membros e aprofundar o entendimento, a cooperação e a melhor forma de abordar os desafios actuais e futuros.

Este fórum é constituído pelas marinhas pertencentes aos estados membros da União Europeia (UE) e da NATO. Participam ainda com o estatuto de observadores, a Marinha dos Estados Unidos da América, através do comandante das forças navais para a Europa e África (USNAVEUR-USNAVAF), representantes da NATO através do International Military Staff (IMS) e do Allied Maritime Command (MARCOM), e da União Europeia com a presença de representante do European Union Military Staff (EUMS).

Ministro da Defesa Nacional visita Regimento de Cavalaria N.º 6

(exército)O Ministro da Defesa Nacional, Professor Doutor João Gomes Cravinho, foi recebido hoje pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, General José Nunes da Fonseca, no Regimento de Cavalaria N.º 6 (RC6), em Braga.

Após as honras regulamentares e a apresentação de cumprimentos, o Ministro da Defesa Nacional assistiu a um brífingue proferido pelo Comandante do RC6, Coronel José Talambas.

O programa contemplou, ainda, a visita às instalações do Regimento, uma demonstração de capacidades e meios do Grupo de Reconhecimento, assim como das actividades de aprontamento da 3.ª Força Nacional Destacada (3FND), que iniciou a projecção para o Afeganistão na segunda-feira passada, 06 de maio, e cujo aprontamento esteve a cargo do RC6.

O Ministro da Defesa Nacional, na sua alocução, manifestou que conhecer o RC6 “in loco", era uma vontade que há muito pretendia satisfazer, sublinhado três pontos particularmente interessantes, que presenciou ao longo da visita.

No primeiro ponto evidenciou as excelentes condições de habitabilidade dos Praças e, no segundo ponto, o forte relacionamento entre o RC6 e a comunidade civil, uma vez que “é extremamente importante que a população conheça as Forças Armadas, enquanto instituição estruturante da nossa sociedade e da nossa democracia".

Por fim, evidenciou as qualidades do Regimento, enquanto entidade aprontadora de Forças, nomeadamente da 3FND, desejando “uma missão feliz aos militares que brevemente sairão para o Afeganistão."

A visita culminou com a assinatura do Livro de Honra do RC6.

Seminário “Pensar a Segurança e a Defesa Europeia”

(Emgfa)Realiza-se, amanhã, dia 9 de Maio, no Instituto Universitário Militar, o seminário “Pensar a Segurança e a Defesa Europeia” uma iniciativa que conta com o Apoio da Rádio Renascença.

Entre as 9h e as 16h serão abordados os temas: “A Construção da Identidade Europeia”, “As migrações e os Desafios Securitários para a Europa” e “A Identidade de Segurança e Defesa da União Europeia”.

Ao longo dos últimos anos a União Europeia (UE) tem realizado diversos progressos no âmbito da segurança e da defesa, expressos na revisão dos Tratados da UE realizados em Lisboa (Tratado de Lisboa). Estes desenvolvimentos pretendem atribuir um papel cada vez mais activo e global à UE, dando maiores recursos e capacidades para que a Europa possa fazer face aos conflitos armados junto às suas fronteiras, quer a Sul, quer a Leste. Tendo em conta estes enormes desafios e estas profundas alterações, “Pensar a Segurança e a Defesa Europeia” constitui um exercício actual e extremamente importante para o debate nacional no qual todos estão convidados a participar.

O seminário realiza-se nas instalações do Instituto Universitário Militar

7 de maio de 2019

A Fragata D. Francisco de Almeida vai participar no Operational Sea Training

(MGP)A fragata D. Francisco de Almeida largou esta manhã da Base Naval de Lisboa rumo a Inglaterra, onde vai participar no Operational Sea Training (OST), no período de 9 de Maio a 13 de Junho de 2019.

​​O OST afirma-se, tradicionalmente, como um importante marco no processo de aprontamento das unidades navais portuguesas, com vista a preparar os navios para operarem em cenários de elevada complexidade, na máxima extensão das suas capacidades, nomeadamente todo o espectro e ambientes das operações navais, maximizando a sua capacidade para combate, em especial de defesa contra ataques terroristas que ocorram a partir do mar.

Após este treino com a Royal Navy, a fragata D. Francisco de Almeida irá concluir o seu ciclo de aprontamento, de forma a integrar Força Naval Permanente da NATO em Agosto próximo.

O Chefe do Estado-Maior da Armada, almirante António Mendes Calado, acompanhou o navio na largada, tendo tido oportunidade de se dirigir à sua guarnição, deixando uma mensagem de confiança e de incentivo para o exigente período que se avizinha.

A fragata portuguesa D. Francisco de Almeida é comandada pelo capitão-de-fragata Ricardo da Silva Inácio, possui uma guarnição de 192 militares, incluindo duas equipas do pelotão de abordagem do Corpo de Fuzileiros, uma equipa de mergulhadores, uma equipa médica e um destacamento de helicópteros embarcado.

6 de maio de 2019

Ministro da Defesa Nacional visita o Centro de Informação Geoespacial do Exército

(Exército)O Ministro da Defesa Nacional, Professor Doutor João Gomes Cravinho, foi recebido hoje pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, General Nunes da Fonseca, nas instalações do Centro de Informação Geoespacial do Exército (CIGeoE).

No decorrer da visita e após a sessão de cumprimentos, na Sala de Honra, o Director do CIGeoE, Coronel Silva Perdigão, realizou uma apresentação que possibilitou ao Ministro da Defesa Nacional ficar a conhecer as principais actividades e capacidades do Centro, designadamente no domínio da Investigação, Desenvolvimento e Inovação (I&DI).

No âmbito da I&DI foi dado ênfase ao Sistema de Informação Geográfica de Apoio às Operações (SIGOp), um projecto concebido pelo Exército e que se constitui como a mais recente inovação ao nível das ferramentas de apoio ao conhecimento geoespacial para planeamento e condução de operações.

O programa contemplou, ainda, a apresentação de processos e projectos em curso no CIGeoE, nomeadamente a produção cartográfica nacional e internacional, bem como o apoio à comunidade civil e às operações militares, conduzidas dentro e fora do Território Nacional.