29 de setembro de 2014

Exército alemão é incapaz de responder aos compromissos da NATO

Segundo Ursula von der Leyen, o exército germânico ("Bundeswehr") é incapaz de lidar com as exigências relacionadas com as actuais operações da Aliança Atlântica, bem como às crises a curto prazo.

O fornecimento de peças de reposição para aviões e as falhas que afectam helicópteros navais estão na causa desta indisponibilidade, explicou a governante.

Na semana passada, um pequeno grupo de soldados alemães, cujo papel era treinar combatentes curdos na utilização de armas alemãs, chegou ao norte do Iraque, com um atraso de alguns dias, devido a problemas técnicos relacionados com o equipamento transporte da "Luftwaffe" (Força Aérea Alemã).

Vários meios de comunicação de social alemães têm apontado nos últimos dias, as falhas técnicas afectam helicópteros e aviões de combate, transporte de tropas e veículos blindados do Exército alemão. "A Bundeswehr é para a sucata?" -- interrogava, este fim de semana, o jornal Bild.

A ministra, que visitou o norte do Iraque na semana passada, disse que o equipamento utilizado durante as grandes operações está num estado "muito bom", mas a manutenção dos "stocks" tinha sido colocada em segundo plano.

Para melhorar a situação, há que "desenvolver inventários, reparar com rapidez e comprar melhores equipamentos, o que vai custar mais a médio prazo", com consequências previsíveis sobre o orçamento de Defesa, disse. (NM)