29 de outubro de 2014

Corveta da Marinha será recife artificial na Madeira

O Ministério da Defesa deu à Madeira a corveta da Marinha ‘NRP General Pereira d’Eça’. A ideia é fazer da embarcação, uma vez afundada, um recife artificial e um local privilegiado para a observação da vida marinha e simultaneamente um museu subaquático e pólo de atracção turística na área do mergulho amador.

A corveta, pertencente à classe João Coutinho e abatida ao efectivo dos navios da Armada Portuguesa a 2 de Julho, foi alienada a título gratuito.

A candidatura deste projecto foi formalizada pela Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais ao programa comunitário PROMAR -RAM /medida de protecção e desenvolvimento da fauna e flora subaquática, através do Parque Natural da Madeira.

O Governo Regional quer afundar a embarcação na costa sul da ilha, em local ainda não especificado, para atrair mergulhadores. Existem três locais possíveis que estão a ser estudados em conjunto com empresas de mergulho, grupos desportivos e associações.

Em Junho de 2013, o Governo Regional da Madeira pediu duas embarcações à Marinha portuguesa para posterior afundamento mas, até agora, só esta foi cedida. (SOL)