29 de novembro de 2014

Extinção da Manutenção Militar aprovada em Conselho de Ministros

A extinção da Manutenção Militar, aprovada esta quinta-feira na reunião do Conselho de Ministros, foi um passo decisivo na reestruturação dos estabelecimentos fabris do Exército, iniciada com a extinção das Oficinas Gerais de Fardamento e Equipamento (OGFE) e das Oficinas Gerais de Material de Engenharia (OGME) no princípio deste mês.

Para tratar do reabastecimento de víveres, alimentação confeccionada e gestão das messes militares foi constituída uma única entidade, a MM – Gestão Partilhada, E.P.E., por integração da Manutenção Militar, com salvaguarda do património e integral respeito pelos direitos associados ao vínculo público dos trabalhadores.

Com uma estrutura organizacional e de funcionamento idêntica à criada em 1947, os Estabelecimentos Fabris do Exército tinham sido alvo de sucessivas tentativas de reorganização inconsequentes, desde o final da Guerra Colonial.

No conjunto, a Manutenção Militar, as OGFE e as OGME, eram responsáveis por compromissos financeiros acumulados superiores a 35 milhões de euros. (Defesa)