24 de fevereiro de 2016

Dirigentes da Defesa Nacional tomam posse

Decorreu no Ministério da Defesa Nacional, esta quarta-feira, 24 de Fevereiro, a tomada de posse de cinco dirigentes designados para a orgânica da Defesa Nacional.

Alberto Coelho tomou posse como Director-Geral de Recursos da Defesa Nacional (DGRDN), tendo como seus Subdirectores Catarina Figueiredo Cardoso e o Major- General Henrique Macedo. Ana Isabel Xavier foi empossada como Subdirectora-Geral de Política de Defesa Nacional e o Coronel Luís Augusto Vieira como Director-Geral da Polícia Judiciária Militar.

Dos cinco recém-empossados, apenas Catarina Figueiredo Cardoso não exercia o cargo em causa, embora já tenha desempenhado funções dirigentes no Ministério da Defesa entre 2006 e 2009.

A cerimónia foi presidida pelo Ministro da Defesa Nacional, Azeredo Lopes, e contou com as presenças do Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, o Chefe de Estado Maior-General das Forças Armadas (CEMGFA), General Artur Pina Monteiro, e o Chefe de Estado-Maior do Exército (CEME), General Carlos Jerónimo.

O Ministro da Defesa Nacional aproveitou a oportunidade para partilhar algumas das orientações da acção politica para esta área de governação. A “valorização do factor humano” e “a modernização das forças armadas, segundo critérios de necessidade e de eficiência”, foram duas das ideias centrais destacadas no seu discurso, tendo referido, como exemplo, a anulação das cativações para a execução do estabelecido na Lei de Programação Militar como “um sinal inequívoco da aposta clara do governo na modernização e capacitação das Forças Armadas”.

Durante a sua intervenção, Azeredo Lopes defendeu que a Defesa Nacional, enquanto “pilar essencial de um Estado de Direito, tem que se apoiar em estruturas organizativas estáveis, coesas e que adoptem as melhores práticas de governação e gestão públicas, inspiradas num forte ideal de serviço público, em defesa dos interesses dos cidadãos e da sociedade portuguesa.” (Defesa)