7 de fevereiro de 2016

Regimento de Engenharia Militar nº 1 recupera estradas de Monchique

O Presidente da Câmara Municipal de Monchique, Rui André, solicitou o apoio da equipa de engenharia do exército para começar a requalificar alguns troços de estradas e passagens hidráulicas naquele concelho serrano.

Ao que Rui André explicou ao «barlavento» esta intervenção, iniciada após a assinatura de um protocolo com o Regimento de Engenharia Militar nº 1, sediado em Tancos, servirá para apoiar o município em zonas de serra mais complexas, onde há registo de estragos nas linhas de água e nalgumas vias de circulação devido ao mau tempo.

Esta unidade disponibiliza os recursos para apoiar nalgumas intervenções em que seja necessária a maquinaria e os recursos humanos disponíveis no Exército Português. O edil explicou que, em contrapartida a este apoio, o município apenas tem que «dar a comida e a dormida aos militares, bem como pagar o combustível para a maquinaria» ou disponibilizar os materiais necessários para que as obras sejam realizadas.

O comandante do Regimento de Engenharia, coronel João Pires visitou, na semana passada, a requalificação em curso na estrada que liga a Foz do Besteiro a Marmelete. No entanto, esta é apenas uma das muitas obras prioritárias para a mobilidade no concelho que ficarão a cargo do exército, no âmbito deste protocolo.

Para o presidente da Câmara este é um bom exemplo do «eficaz e valioso uso dos recursos do Estado, bem aproveitados para as necessidades dos municípios».

«O concelho de Monchique apresenta uma rede viária bastante extensa desgastada devido à utilização regular de veículos pesados de transporte de madeira e pedra, a uma deficiente construção de algumas vias», sublinhou.

Apesar de a Câmara Municipal ter verba destinada para diversas obras de melhoria das vias, este protocolo incide em zonas mais críticas e de difícil acesso. (Fonte: Barlavento)