21 de janeiro de 2017

Marinha volta a ter dois navios em missão nos Açores

A Marinha vai voltar a ter "dentro de muito pouco tempo", nos Açores, dois navios em permanência, sendo que um deles estará orientado para apoio a actividade científica no arquipélago.

"A intenção da Marinha é robustecer os navios que aqui prestam serviço. Vamos passar, dentro de muito pouco tempo, a ter dois navios na região", afirmou o vice-chefe do Estado-Maior da Armada, vice-almirante António Mendes Calado, após uma audiência com o presidente do Governo Regional, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

O vice-almirante adiantou que haverá um navio científico, para reforçar o navio de cariz militar, aumentando assim a proteção e o conhecimento sobre o mar dos Açores.

"Os navios que virão para os Açores serão os maiores que nós temos, porque o mar aqui é muito exigente. Temos o navio D. Carlos e o Gago Coutinho. Um deles virá aqui para os Açores", revelou o vice-almirante António Mendes Calado, sem precisar a data da chegada do segundo navio.

Actualmente está em missão nos Açores a navio Figueira da Foz.

Além do apoio à actividade da Universidade dos Açores, o navio científico permitirá, segundo o vice-almirante, actualizar cartas marítimas e informação oceanográfica da Marinha.

Para o presidente do Governo Regional dos Açores, Vasco Cordeiro, o reforço de meios da Marinha no arquipélago é uma "boa notícia".

"É efectivamente uma boa notícia, naturalmente, porque vem corresponder aquilo que várias vezes tinha referido publicamente e que desta forma se inicia assim um caminho", referiu Vasco Cordeiro, acrescentando que em causa está uma valorização do mar dos Açores e do país. (AO)