4 de dezembro de 2018

O Dia da Arma de Artilharia em Vendas Novas

(Exército)O Exército Português comemorou hoje, dia 4 de Dezembro, em Vendas Novas, o Dia da Arma de Artilharia e respectiva Padroeira, Santa Bárbara, e o dia do Regimento de Artilharia Nº 5 (RA5).

Presidida pelo Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME), General Nunes da Fonseca, e contando com as presenças do Presidente da Câmara Municipal de Vendas Novas, Dr. Luís Carlos Piteira Dias, e da Presidente da Câmara de Setúbal, Dra. Maria das Dores Marques Banheiro Meira, entre outras ilustres entidades militares e civis, a Cerimónia Militar, que decorreu na Parada D. Pedro V do RA5, constituiu-se como o ponto alto de um programa comemorativo que teve o seu início no dia 21 de Novembro, no Fórum Cultural “A Praça”, em Vendas Novas, com um Painel subordinado ao tema “A IGG e a Artilharia Portuguesa”, continuando com um Concerto da Orquestra Ligeira do Exército, no dia 29 de Novembro, no Fórum Municipal “Luísa Todi”, em Setúbal.

Destaca-se, da Cerimónia Militar, a Cerimónia de Homenagem aos Mortos pela Pátria, na qual foi depositada, simbolicamente, uma coroa de flores, junto ao Monumento aos Mortos da Primeira Grande Guerra, assim como a evocação do General Loureiro dos Santos, que o General Nunes da Fonseca recordou como um “excelso militar, ilustre artilheiro e distinto académico, que deixa a Portugal um legado inestimável. Legou-nos, em particular, um exemplo de saber, inabalável conduta ética, inexcedível dedicação às causas, postura altruísta e sã camaradagem. O Exército curva-se perante a sua memória e expressa, no seio da Artilharia, o mais profundo respeito por este ilustre cidadão militar, cuja carreira será lembrada e evocada ao longo de gerações.”

Antecedendo a demonstração temática alusiva ao “Centenário do Armistício – A Artilharia de Campanha expedicionária desde a I Grande Guerra até à actualidade”, a Cerimónia Militar terminou com a participação de 108 alunos da Escola de Campos da Misericórdia, de Vendas Novas, com idades compreendidas entre os 7 e os 10 anos, que, acompanhados pela Banda do Exército, entoaram o Hino Nacional. Esta iniciativa, que deriva de um projecto da Escola de Campos da Misericórdia, designado por "Pequenos Cidadãos", pretende promover a cultura de segurança, fomentar o civismo e a cidadania e criar uma oportunidade de integração e socialização entre a comunidade local, designadamente a comunidade escolar, o Exército, através do RA5, e a Guarda Nacional Republicana (GNR), instituições militares presentes na cidade. Nesse âmbito, os 108 alunos, no momento da entoação d'A Portuguesa, foram enquadrados pelo Cabo Manuel Maçano, responsável local pelo Programa Especial Escola Segura, da GNR, que tem vindo a apoiar o projecto.

Já no Auditório do RA5, onde decorreu a Sessão Comemorativa, procedeu-se à entrega dos prémios de 2018 da Revista de Artilharia, designadamente o de melhor artigo publicado na Revista, atribuído ao Tenente-Coronel Octávio João Marques Avelar, com o tema "Future Artillery 2018" , publicado na Revista de Julho/Setembro, e do prémio "Coronel de Artilharia Zephyrino Brandão", fundador e primeiro Presidente da Comissão de Redação, que distingue o autor que se tenha destacado pela sua colaboração e dedicação à Revista, atribuído, no presente ano, ao Tenente-Coronel Pedro Alexandre Marcelino Marquês de Sousa.

Nas palavras que dirigiu aos presentes, aludindo ao Dia da Artilharia, o CEME enfatizou o emprego de forças de Artilharia no exterior do território nacional, nomeadamente “a valiosa prestação dos militares que têm integrado a missão de apoio à formação dos artilheiros afegãos – a Branch School Advisory Team (BSAT) – reveladora de excelente preparação, treino operacional e objectividade, que orgulham o Exército”.