16 de julho de 2014

General Valença Pinto com reservas sobre reforço de competências do parlamento na Defesa

O general Valença Pinto manifestou esta quarta-feira as "maiores reservas" quanto ao reforço das competências do parlamento na apreciação do envio de militares para o exterior, prevista na proposta de lei da Defesa Nacional. O ex-chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas defendeu, na comissão parlamentar de Defesa Nacional, que em princípio "é sempre bom" quando mais órgãos de soberania se envolvem nas decisões mas advertiu que a proposta em concreto "é extraordinariamente problemática". (Correio da Manhã)