10 de novembro de 2014

Presidente da República visita Regimento de Cavalaria 3 (RC3)

O Presidente da República, Cavaco Silva, dedica o dia de segunda-feira a uma visita ao Alentejo, com passagens pelos concelhos de Estremoz e Borba, onde inaugura um pavilhão multiusos da Misericórdia, num investimento de um milhão de euros.

Durante a manhã, em Borba, o chefe de Estado visita a adega local, que produz anualmente um milhão de caixas de nove litros, sendo um dos maiores produtores nacionais do sector, e a "Aldeia Social" da Santa Casa da Misericórdia, onde inaugura o Pavilhão Multiusos "Caetano Gazimba".

O pavilhão da Misericórdia, instituição que está a comemorar 490 anos, envolveu um investimento de um milhão de euros, comparticipados em 250 mil euros através de fundos comunitários.

O equipamento, que inclui um ginásio, um auditório e uma piscina, com dois tanques, está integrado na "Aldeia Social" da Misericórdia de Borba, um espaço inter geracional que integra um conjunto de valências e que apoia cerca de 700 utentes.

Depois, Cavaco Silva segue para o concelho vizinho de Estremoz, onde começa por visitar o Regimento de Cavalaria 3 (RC3), a unidade mais antiga em actividade do Exército Português e que está instalada na cidade há 139 anos.

De volta ao setor vitivinícola, o chefe de Estado visita a Tiago Cabaço Wines, uma nova adega na periferia de Estremoz, integrando Tiago Cabaço a nova geração de produtores de vinho do Alentejo.

A visita de Cavaco Silva a Estremoz termina no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, um edifício do século XVII, que foi reabilitado, tendo o projecto sido distinguido na última sexta-feira pela plataforma UM-Cidades, com sede na Universidade do Minho, que atribuiu à Câmara de Estremoz o prémio Município do Ano 2014, na categoria região do Alentejo (menos de 20 mil habitantes).

A obra de reabilitação do palácio, que foi inicialmente utilizado como Paços do Concelho, foi inaugurada em Agosto de 2013, após um investimento aproximado de dois milhões de euros, co-financiado em 85% por fundos comunitários, sendo o edifício aproveitado sobretudo para as áreas da cultura e educação.

No palácio, o Presidente da República visita uma exposição comemorativa dos 100 anos da instalação da Cruz Vermelha em Estremoz e uma mostra de bonecos de Estremoz, em barro, e vai contactar com os artesãos locais.

O município de Estremoz está a desenvolver um processo que pretende chegar ao registo da "Produção de Figurado em Barro de Estremoz" na lista representativa do Património Cultural Imaterial da Humanidade, da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). (DN)