23 de fevereiro de 2017

SINERGIA ENTRE A MARINHA E A PROTECÇÃO CIVIL NOS AÇORES

O NRP Viana do Castelo, actualmente em missão na Região Autónoma dos Açores, recebeu em Angra do Heroísmo, no cais das Pipas, uma delegação do Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), chefiada pelo seu Presidente, tenente-coronel Carlos Neves.

Posteriormente, os representantes da Protecção Civil proporcionaram aos militares do navio uma visita guiada às instalações de formação e treino do SRPCBA.

O NRP Viana do Castelo é uma das várias unidades navais que, permanentemente, assegura o dispositivo naval padrão da Marinha na região dos Açores, apresentam-se como uma meio com elevada capacidade de mobilidade, projecção e apoio logístico, de valor estratégico fundamental para apoio aos órgãos de proteção civil regionais em caso de calamidade ou catástrofe natural.

O navio dispõe de meios para apoio médico-sanitário à população civil sempre que requisitado, contando com uma enfermaria de bordo com capacidade para cuidados de saúde primários, pequena cirurgia e suporte básico de vida.

De destacar que, além da polivalência do apoio médico-sanitário prevista, nomeadamente a grande capacidade de armazenamento de medicamentos e de apósitos, bem como de equipamentos que podem ser facilmente projectados para qualquer cenário de catástrofe, a possibilidade logística de embarque de um número de diferentes profissionais de outros departamentos do Estado caso seja necessário.
Nas instalações da proteção civil, os militares tiveram oportunidades de visitar os meios e capacidades do centro de formação do SRPCBA, tendo-se visitado os diversos cenários de treino para simulação de catástrofe, derrocadas, incêndios em depósitos de armazenamento de combustível, gás e em espaços confinados.

Estas visitas têm como objectivo principal a troca de experiências, o estreitamento de relações e o conhecimento mútuo dos intervenientes e das suas capacidades, naquilo que são a tipologia de missões em que a Marinha e o SRPCBA podem ser empenhadas ao serviço da população, em concreto na Região Autónoma dos Açores. (MGP)