20 de janeiro de 2018

Exército e Elvas evocam a Batalha das Linhas de Elvas

O Exército Português, através da Direcção de História e Cultura Militar e em conjunto com a Câmara Municipal de Elvas, assinalou, no dia 14 de Janeiro, o 359º aniversário da Batalha das Linhas de Elvas.

O episódio evocativo remonta a 14 de Dezembro de 1659, quando o exército espanhol com vinte mil homens, comandado por D. Luís de Haro, cercou a praça de Elvas defendida pelo seu governador, D. Sancho Manuel de Vilhena, obrigando o exército português a responder com cerca de onze mil soldados que, saindo de Estremoz, ocuparam posições e investiram sobre as linhas de cerco espanholas, obtendo uma assinalável vitória sobre forças numericamente superiores que, há três meses, isolavam Elvas.

Do programa comemorativo destacam-se a romagem ao Padrão da Batalha das Linhas de Elvas, acompanhada de uma Guarda de Honra junto ao Padrão e onde foram depositadas as coroas de flores e executadas as salvas de artilharia, a homenagem ao General André de Albuquerque Ribafria, herói da Guerra da Restauração e comandante das forças de Cavalaria na Batalha das Linhas de Elvas, no Sítio dos Murtais, e a cerimónia militar na Praça da República.

As cerimónias, que encerraram com um concerto da Orquestra Ligeira do Exército no Cine-Teatro Municipal de Elvas, foram presididas pelo Director de História e Cultura Militar, Major-General Aníbal Alves Flambó, e contaram com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Elvas, Dr. Nuno Miguel Fernandes Mocinha, e da Secretária de Estado Adjunta e da Justiça, Drª Helena Mesquita Ribeiro, entre outras entidades civis e militares. (Exército)