2 de julho de 2018

Comemorações do Dia das Operações Especiais

Realizou-se no dia 30 de Junho, em Lamego, a Cerimónia Comemorativa do Dia das Operações Especiais e do 58º aniversário do Centro de Tropas de Operações Especiais.

Criado em 16 de Abril de 1960, o Centro tinha como objectivo formar unidades especializadas em contraguerrilha, operações psicológicas e montanhismo, recebendo companhias especialmente seleccionadas de vários regimentos para serem transformadas em Companhias de Caçadores Especiais, principal força de intervenção do Exército Português no início da Guerra do Ultramar.

Os “Rangers de Lamego”, como também é conhecida esta tropa especial do Exército Português, é uma força especialmente seleccionada, organizada, treinada e equipada, que utiliza técnicas e modos de emprego não convencionais para o cumprimento de Operações Especiais.

Da cerimónia militar, presidida pelo Chefe do Estado-Maior do Exército, General Rovisco Duarte, que assinalou o ponto alto das comemorações iniciadas no dia 29 de Junho, com o Concerto da Banda do Exército no Teatro Ribeiro Conceição, releva-se a imposição de Boinas e Insígnias aos militares que concluíram o curso de Operações Especiais, nas variantes Quadro Permanente, Formação de Oficiais em regime de Contrato, e Praças, também em regime de Contrato, bem como a apresentação de uma Unidade Terrestre de Operações Especiais (Special Operations Land Task Unit - SOLTU). (Exército)