10 de agosto de 2018

Para-quedistas portugueses reconhecidos pelas Nações Unidas na República Centro-Africana

Foram ontem, dia 9 de Agosto, condecorados com a medalha das Nações Unidas os 156 militares do Exército, dos quais 123 para-quedistas, e os 3 militares da Força Aérea, que terminarão no início de Setembro o seu período de missão na República Centro-Africana ao serviço das Nações Unidas.

O Representante Especial do Secretário-geral das Nações Unidas na República Centro-Africana, Embaixador Parfait Onanga-Anyanga, realçou no seu discurso todos os momentos determinantes em que a Força de Reacção Rápida portuguesa marcou a diferença, contribuindo significativamente para o sucesso da missão da MINUSCA, Missão Multidimensional Integrada das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro-Africana, em particular na proteção da população local indefesa.

A cerimónia, realizada no militar Camp M’Poko, na capital, em Bangui, foi presidida pelo Representante Especial do Secretário-geral das Nações Unidas na República Centro-Africana, tendo contado ainda com a presença do “Force Commander da MINUSCA”, General Bala Keitá, do Brigadeiro-General Hermínio Maio, representante militar português mais antigo no teatro de operações, de vários comandantes de outros contingentes estrangeiros, bem como oficiais e civis do Estado-Maior da MINUSCA. Esteve igualmente presente uma representação de militares portugueses que se encontram na missão de treino da União Europeia na República Centro-Africana. (Emgfa)