19 de fevereiro de 2016

Exercício da Força Aérea junta 3500 militares e 42 aeronaves

A Força Aérea Portuguesa (FAP) refere, em comunicado, que o exercício, sediado na Base Aérea nº11, em Beja, vai decorrer até ao dia 4 de Março e incluir operações nas regiões do interior Centro/Norte, de Lisboa e do Alentejo.

Segundo a FAP, o exercício visa avaliar, qualificar e certificar a capacidade operacional de militares, "proporcionando treino, qualificação e aprontamento às várias unidades, perspectivando uma possível projecção de forças num teatro de operação".

O exercício deste ano vai envolver a Força Aérea, a Marinha e o Exército de Portugal, forças aéreas de Bélgica, Dinamarca, Espanha, Holanda e Estados Unidos da América e meios aéreos da NATO, num total de 42 aeronaves e cerca de 3.500 militares.

A FAP sublinha a "importância" de se "criar em Portugal um exercício táctico, que possa ser apelativo à participação de forças aéreas aliadas e parceiras, visando, desta forma, dar resposta a duas necessidades", ou seja, cumprir os objectivos de treino operacional de todas as esquadras participantes e reduzir os custos inerentes à projecção de forças nacionais para as dotar do treino necessário em ambiente conjunto e combinado.

O exercício anual da Força Aérea vai incluir missões durante o dia e à noite, "mas foi contemplado, desde o planeamento inicial, um cuidado especial com o impacto do ruído e do transtorno, que possa eventualmente ser causado às populações onde irão decorrer as operações", refere a FAP. (JN)