28 de novembro de 2018

Forças Armadas participam no maior exercício de ciberdefesa da NATO

(Emgfa)As Forças Armadas portuguesas estão a participar desde ontem, dia 26 de Novembro, no “Cyber Coalition”, o maior exercício de ciberdefesa da NATO que conta com cerca de 700 participantes de 28 países membros da Aliança, União Europeia e parceiros.

Este exercício, dirigido a partir do “NATO Cyber Range”, em Tartu, na Estónia, tem como principal objectivo treinar as equipas de ciberdefesa das Nações aliadas e parceiras, na prevenção e reacção a ataques cibernéticos contra sistemas nacionais e NATO.

As Forças Armadas portuguesas participam neste exercício através do Centro de Ciberdefesa do Estado-Maior-General das Forças Armadas, no conceito de equipa de geometria variável, activando uma equipa conjunta com elementos deste Centro, dos três ramos das Forças Armadas e do Ministério da Defesa Nacional, assim como o Centro Nacional de Cibersegurança, que serve de ponto de contacto para jogar os incidentes que têm repercussão fora das Forças Armadas, num total nacional de 31 elementos.

O “Cyber Coalition” é o principal exercício NATO de ciberdefesa e realiza-se desde 2008, contando com a participação das Forças Armadas portuguesas desde 2011 e, directamente do Centro de Ciberdefesa do Estado-Maior-General das Forças Armadas, desde 2015.

O “Cyber Coalition" 2018 termina no próximo dia 30 de Novembro.